Adolescentes e as relações afetivas no condomínio: o importante acompanhamento dos pais.

É natural na efervescência da adolescência a busca pelos relacionamentos afetivos, os quais parecem iniciar cada vez mais cedo. Nessa fase do desenvolvimento humano há muita confusão em relação aos sentimentos, ao corpo, a imagem sobre si mesmo e que aquela que deseja apresentar ao mundo

Os condomínios reúnem via de regra, condições propícias para o namoro, o “ficar”, pois tem recantos confortáveis e seguros do ponto de vista de assaltos.

Tratar dessa fase  borbulhante, focar na saúde e ainda manter os adolescentes nas regras sociais do senso comum somadas as  do condomínio, é o desafio dos pais, e da sindicância,  que abordamos nessa palestra divertida e de muito conteúdo

Enviar mensagem
1
Estamos online, só chamar!
Olá, estamos online.
É só mandar um Whats que conversamos!
Powered by